domingo, 14 de abril de 2013

quinta-feira, 21 de março de 2013

SEMANA SANTA – CELEBRAÇÕES


SEMANA SANTA

SEMANA SANTA
PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR



“ No centro do Ano Litúrgico encontra-se Cristo, no seu Mistério Pascal ( Paixão, Morte e Ressurreição). É o memorial do Senhor, que se celebra na Eucaristia. O Mistério Pascal é, pois, o coração do Ano Litúrgico, o seu centro vital. Nele palpitam as pulsações do coração de Cristo, enchendo da vitalidade de Deus o corpo da Igreja e a vida dos cristãos”.

Estamos a terminar o tempo da Quaresma, que nos preparou para a Páscoa. Iniciámo-la com a entrada de Jesus em Jerusalém, Domingo de Ramos e Paixão do Senhor e, sobretudo, com o Tríduo Pascal em Quinta-feira Santa com a celebração da Última Ceia do Senhor. “Comemora-se a instituição da Eucaristia, o Sacerdócio e o Mandamento do Amor. Na Sexta-feira celebra-se a paixão e morte de Jesus. É o único dia do ano em que não se celebra a missa, acontecendo apenas uma Celebração da Palavra com a adoração da santa Cruz. No Sábado, acontece a Vigília Pascal. O Tríduo Pascal culmina com o Domingo da Ressurreição, pois estende-se durante cinquenta dias até à Festa de Pentecostes, com a celebração da descida do Espírito Santo. No domingo anterior celebra-se a Ascensão de Jesus ao céu. É um tempo de3 alegria pela ressurreição de Jesus”.

Aproveitemos este tempo de intensa vida espiritual com a nossa oração em comum, vivendo e celebrando em comunidade - a Igreja que somos – e testemunhando o nosso amor a Deus e aos irmãos.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

A Quaresma

A Quaresma, os 40 dias que precedem a festa da Páscoa, é a preparação para a celebração do Mistério Pascal. O Mistério Pascal é o coração do Ano Litúrgico, o seu centro vital, que é Cristo na sua Paixão, Morte e Ressurreição. É um tempo intenso de vida de oração e penitência para preparar o espírito para o acolhimento de Cristo vivo e ressuscitado no Dia de Páscoa. Não é um tempo de louvor, mas de sacrifício e penitência.

Preparemo-nos conscientemente para este acontecimento importante da nossa vida cristã.

Damos, por isso, a conhecer um itinerário de atos de piedade a realizar na nossa comunidade paroquial, que nos ajudam a viver este tempo santo da quaresma.

Queremos também que o ofertório do penúltimo domingo do mês seja para a obra sócio caritativa da Paróquia.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

MSC